Relacionamento, esse bicho complicado…

Ontem assisti o Globo Repórter que falava sobre a dificuldade que as pessoas vêm enfrentando para encontrar bons relacionamentos. Encontrei-me em várias daquelas engraçadas situações, principalmente em baladas. É sabido que ninguém se leva a sério nestes ambientes. Todos – ou quase – vão para uma balada com a intenção de se divertir. E quando conhecem alguém, geralmente não acreditam que por trás daquela pessoa que se apresenta ali sob as luzes piscantes de uma festa possa haver um ser humano bacana.


Segundo o programa, uma boa parte dos relacionamentos estáveis começam no trabalho, faculdade ou em grupo de amigos. Eu costumo dizer isso há tempos. É nestes ambientes que temos, comumente, mais chance de conhecer melhor as pessoas. Mas, mesmo assim, tem sido difícil se animar a pensar em um novo relacionamento. Principalmente quando você sai de um que te bagunçou muito e vê, ao seu redor, tantas pessoas superficiais ou sem atitude. E à medida em que se amadurece mais, fica-se mais exigente.


Vi as mulheres entrevistadas reclamando que os homens não têm atitude. Que eles olham, estudam, olham e olham de novo e não se aproximam para nada, sequer conversar. Isso acontece em todo lugar! Não só lá com as entrevistadas em São Paulo. Não basta ser bonita, inteligente, interessante, independente (e tenho para mim que a maioria dos homens têm medo disso tudo). Parece que é preciso alguma coisa sobrenatural para que um homem se aproxime ao menos para uma conversa. Mas uma conversa útil né… Mas vocês podem pensar “e a mulher, porque não toma a iniciativa?”. Bem, eu sou do tipo que demonstro o que quero. Sou do tipo que não espero somente pela iniciativa do outro. Mas, tem horas que cansa fazer tudo minha gente! E também há homens que se assustem ou que pré-julgam (?? – to sem a minha cola do hifen aqui) a mulher que sabe o que quer.


Relacionar-se não é nem nunca foi fácil. Mas nos dias de hoje tem ficado mais complicado. Então, se é para cometer erros do passado, acredito que é prudente ficar só. Não para a vida toda mas ao menos enquanto AQUELA pessoa não aparece. Aprendi que prefiro estar sozinha a estar com alguém que está no relacionamento só porque tem preguiça de mudar e não porque gosta de mim; a estar com alguém que não é parceiro e companheiro de verdade; a estar com alguém que não se vincula verdadeiramente a ninguém. Estar comigo e só comigo mesma é infinitamente melhor do que viver um relacionamento ilusório. E eu sei disso porque vivi na pele. E é vivendo que a gente aprende.


Feliz dia dos namorados (adiantado).

Anúncios

6 pensamentos sobre “Relacionamento, esse bicho complicado…

  1. Jac! odeio frases feitas mas aquela “o que é pra ti tá guardado” eu acredito! e olha que toda vez que alguém vinha me dizer isso ou “que toda panela tem sua tampa” eu jurava de pé junto que era uma frigideira! mas enfim, a vida deu não sei quantas voltas para eu me acertar com o Ju.

    espero que o mundo gire o quanto precisar para tu achar alguém bacana que te mereça! e se não for assim, que tu possa conservar essa serenidade de quem sabe viver sozinho. se hoje (dia dos namorados) pintar uma tristezinha relaxa e toma um vinhozinho brindando a alegria de ser essa pessoa especial! azar de quem não percebeu!

    beiju

  2. “Não basta ser bonita, inteligente, interessante,
    independente (e tenho para mim que a maioria dos homens
    têm medo disso tudo)”

    Epa! Bom, em nome dos homens, tenho a dizer que … é verdade. Tem muito marmanjo aí com medo de mulheres independentes, é fato. Mas “vcs” exigem cada coisa!

    A cidade onde eu estava (Beagá) fervilhara à noite, nos dias dos namorados: todos os lugares lotados! Como se só houvessem solteiros na cidade, no dia dos namorados.

    Numa boate – que não entrei- encontrei “metade” da cidade à procura da outra “metade”.

    Um amigo “ficou” com quinze mulheres nesta noite. Na boate que eu não entrei pois estava cheia. Sortudo! Mas não pegou o telefone de nenhuma, pode? Viva à pós-modernidade.

    • Pois é, caro “patriarca”, eu não saí no dia dos namorados. Se soubesse, tinha ido pra BH hehehe. Fora de brincadeira agora, talvez haja tantos solteiros lá pq sejam como o teu amigo, que buscam quantidade ao invés de qualidade. Vai saber né.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s