Confessionário – o Bohn

Rubinho. É assim que muita gente o chama até hoje. É que o pai dele é o Rubens oficial. Pois é.

É com o Rubens Bohn, 26 anos, quase contador (?) a seção Confessionário de hoje.

Ele e eu nos conhecemos há uns 15 anos talvez. Muitas conversas em aula, risadas durante a tarde, aventuras e peripécias juvenis. E tudo sem sexo! Ninguém acreditava, mas sempre fomos muito amigos. SÓ amigos.

Rubens, em 2004
Uma palavra inspiradora: Trabalho 

Uma palavra desanimadora: Ódio

Uma saudade: Do meu tempo de 2º grau (tri velho), sem responsabilidades… 

Uma pessoa que você admire: Maria da Graça, minha mãe

Um lugar interessante: a minha cama, pois me sinto protegido, sou e faço feliz minha familia, um lugar de descanso, estudo e reflexão… 

O que é a amizade para ti? amizade é ligar para uma pessoa às 3h da manhã e esta te escutar, mesmo que sejam besteiras; amizade é gostar de estar com a outra pessoa; é admirá-la, aceitá-la com os seus defeitos e virtudes! 

O que é a felicidade para ti? é saber administrar as perdas, obstáculos e frustações de forma não tão negativa assim … e curtir minha família

Um arrependimento: não ter estudado mais no início da faculdade, quando tinha mais tempo e achava que não tinha. Já estaria formado…

Um hábito estranho que tu tenhas: lavar as mãos nos locais em que chego

Tens algum segredo que nunca contou a ninguém? é segredo!

Prato favorito: Mc Donald’s, Xis, Pizza, Cachorro-quente, ou seja, todos estes que tem um monte de calorias

Doce favorito: chocolate e gelatina

Passatempo predileto: computador, passeios ao ar livre

Um sonho: Conseguir conciliar/administrar bem todas as pontas de nossas vidas que considero importante:  saúde / trabalho / estudo/ familia / vida social / financeiro / espiritual

Como tu achas que os outros te vêem? Como um cara muito responsável (até demais), muito organizado e perfeccionista, quase chato, extrovertido e que nunca tem tempo para os amigos e parentes

Uma frase ou pensamento que te marcou: Sempre lemos várias mensagens interessantes de pensadores famosos ou jornalistas/escritores e sempre nos identificamos com alguma, mas uma frase que tenho certeza que me marcará pelo resto da vida será a do meu filho que diz sempre quando chego em casa: “Oi Pai, pai, pai!”  
Anúncios

Um pensamento sobre “Confessionário – o Bohn

  1. Em comum com seu amigo: “não ter estudado mais no início da faculdade, quando tinha mais tempo e achava que não tinha”.

    Já completei o curso. Mas, ainda penso ter perdido muitas coisas. Ou escolhido a faculdade errada (n o curso, a instituição mesmo).

    Bj

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s