Dia de fúria

Hoje tive que contar até 10…

Odeio quando minha mãe não colabora comigo.

Odeio quando o meu namorado age como se eu não existisse.

Odeio quando as pessoas abusam da minha paciência.

Odeio quando não sou valorizada.

Odeio call-center.

Odeio ter de esperar mais de 20 minutos para pegar uma nota fiscal, uma sacola e um papel de presente.

Odeio o fato de que é preciso dinheiro para quase tudo e eu não tenho o suficiente.

Odeio quando ele não dá valor para o que é possível ter sem dinheiro algum!

Odeio estar sem carro.

Odeio Gravataí.

Odeio precisar de colo e ter que ir sozinha pra casa.

Odeio ter que carregar tudo nas costas, como se eu não tivesse o direito de me sentir cansada, de sofrer, de me irritar.

Odeio ter que resolver tudo, sem ter ninguém que me diga “eu faço pra ti”.

Pronto. Amenizou…

Anúncios

Um pensamento sobre “Dia de fúria

  1. Relaxa, darling. Não és a única.
    Eu poderia inclusive fazer uma lista de odeios (quase) igual a tua. Só tiraria a parte do namorado, porque eu não tenho e substituiria Gravataí por Alvorada.
    😀

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s