Porque só o amor não basta?

Closer não sai da minha cabeça. Não somente porque estou redigindo uma crônica sobre ele, mas porque aqueles diálogos… aquelas vidas… aquelas dores… são todas tão conhecidas.

Será que a sinceridade é uma mera utopia de um coração sonhador? Às vezes me sinto como uma ilha. Cercada de mentirosos por todos os lados, me apunhalando, me dizendo o quanto sou idiota por ser assim. Sempre sincera enquanto pessoas que eu adoro duvidam de mim, pisam no que eu sinto. E porque eu adoro essas pessoas? Talvez porque eu não saiba quem elas realmente são. Talvez porque o que elas são comigo, seja infelizmente, a pior parte delas…

Talvez porque eu tenha que passar por isso. Por mais isso. Seria uma explicação plausível já que nada é por acaso… Será mesmo? Qual a finalidade desses sentimentos todos se misturando e se debatendo dentro de mim?

Ah, isso não é um diário. Se eu tivesse um, ele estaria de saco e páginas cheias das minhas dúvidas.

É que eu lembrei do Closer de novo. E queria tanto que alguém fosse direto e sincero comigo como as 4 personagens do filme são. Mesmo que doesse. A dor é melhor do que a dúvida. É sim.

 

Anúncios

2 pensamentos sobre “Porque só o amor não basta?

  1. Ainda não assisti ao Closer. Sábado estava passando na tv por assinatura. No entanto como já tinha começado o filme, não quis pegar um pedaço e juntar com o outro.

    Bom texto. Parabéns. Vou ler os outros posts.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s